Olá amigos, e a saga continua ... | El Camino de Santiago en Castilla y León

Portal de Turismo de Castilla y León. Este enlace se abrirá en una ventana emergente.
Junta de Castilla y León. Este enlace se abrirá en una ventana emergente.
Banner cabecera
Imagen decorativa
Albergues
Descargas
Blogs Jacobeo
martes 31 de mayo de 2011
Olá amigos, e a saga continua ...

26/27mai - 16º dia - Puente Villarente a León (12km)
 
Hj caminhada curta até León. Fico uma dia a mais para descanso dos pés e curtir a cidade.
Vê-se muitas cegonhas na região. São habitueés das torres das igrejas e das chaminés das casas para fazer ninhos.

O Albergue de los Carbajaras é das irmãs beneditinas. Aqui as mulheres e casais ficam juntos no mesmo dormitório mas se o dos homens completar é para lá que eles vão. Oferecem cama, desayuno, missa e benção do peregrino sem cobrar, apenas doação.
Às 21:30h as madres levam-nos à capela para a oração final do dia e benção. Não é que um milagre aconteceu! Acho que foi reza braba das freiras. No dormitório de mais de 60 homens não houve um só ronco! Incrível.

Uma longa fila de peregrinos se forma esperando o Albergue abrir. Enquanto espero converso com Alessandra, americana de nascimento, filha de colombianos. Deve ter entre 28 a 30 anos. Já rodou o mundo estudando e trabalhando: EUA, Brasil (SP, Nordeste), Itália, Turquia, Espanha. Mora atualmnte na Itália. Já estudou em 3 faculdades nos EUA, Itália e Turquia. Está com um dilema. Recebeu 2 propostas de trabalho: voltar a trabalhar nos EUA (que ela não gosta. Será por discriminação?) e ir para Turquia (trabalho temporário) para ciceronear turistas italianos. O Caminho vai ajudá-la a decidir.

León cidade bimilenar fundada no séc. I (ano 68) como acampamento militar das legiões romanas para controle das rotas de minas de ouro. Ruínas das muralhas romanas ainda podem ser admiradas.
É capital da Província e tem somente 145 mil habitantes.
A Catedral Gótica do séc 13 tem impressionantes 1.800m2 em 740 painéis de vitrais. Lindíssimos. À tarde o altar-mor fica todo iluminado pelos raios solares atravessando um enorme vitral.
No museu da Colegiata de Sto Isidoro uma preciosidade foi encontrar uma imagem da Virgem Maria GRÁVIDA (séc 15). Já tinha visto uma outra em São Luís do Paraitinga numa capelinha (não foi levada pelas chuvas). Há tb inscrições romanas em pedra do séc 1 e 2.  
Com tantos e tantos séculos León tem diversos edifícios históricos nos mais diferentes estilos. Tem até a Casa de Botines, uma obra neoclássica e um dos primeiros trabalhos de Gaudí.

Uma diferença entre países desenvolvidos e emergentes. Nos emergentes vemos lojas "tudo por R$ 1,99 ou por R$ 2,99", aqui lojas de "TUDO POR 10 €". 

Durante o almoço uma restauração dentária caiu. São nesses momentos de azar que vemos a sorte de termos o seguro-viagem. Em questão de horas usando o telefone para acionar o seguro e recebendo o retorno pela internet que uma consulta foi marcada para 20:30h. Creio que se fosse sair do bolso teria pago mais que o seguro dos 30 dias sem contar com a dificuldade de encontrar e marcar dentista tão rapidamente. Minha sorte maior foi estar em León e não num vilarejo.       


28-mai - 17º dia - León - Hospital de Órbigo (37 km)
Descobri pq os guias mostram diferentes distancias até Santiago. No Caminho há trechos alternativos que se juntam mais à frente. Percorrem distâncias diferentes, De León a Astorga (que pretendo chegar amanhã) por 2 vezes tive e terei opções de seguir por caminhos diferentes: pelos vastas plantações de beterraba ou paralela à autovia (mais curta). Minha escolha foi pelos tubérculos. Por kms kms canais de irrigação garantem produtividade ao solo pobre.

Próximo a León está o vilarejo Virgen del Camino. Depois de ouvir a estória local me veio à mente a força da propaganda, do marketing. Em 1502 N.Senhora apareceu a um pastor, entregou-lhe a própria imagem e pediu para construir uma igreja em sua homenagem. Talvez por falta de propaganda Virgen del Camino não tem a fama de Fátima ou de Lourdes.

Em Hospital de Órbido há uma ponte romana do séc 13. Por aqui passava o ouro de Astorga.
Foram 37 km bem longos de León até aqui com dores. Os dedos do pés já estão quase normais mas as pontadas na íngua incomoda. Lembrei-me várias vezes de meu neto Angelo, 5 anos, que ao se despedir de mim aconselhou-me: "Vô, quando ficar cansado pegue um táxi, viu?".

No albergue converso com Saskia, holandesa de 67 anos que caiu no Caminho. Machucou o joelho e o nariz e quebrou o óculos. Foi atendida por um médico no albergue e amanhã ela e a colega continuam caminhando. Elas também ficaram no Albergue St. Nicolas em Ponte Fitero onde há o lava-pés dos peregrinos mas acrescentou que os albergueiros após lavarem os pés os beijam. Uau!


29-mai - 18º dia - Hospital de Órbigo - Astorga (16 km)

Curta distância hj. As dores na íngua continuam.
Queria chegar cedo em Astorga para conhecer a cidade. Foi fundada pelos romanos em 24 AC (entrou no seu 3º milênio). Era rica em minérios inclusive ouro. Conserva vários sítios arqueológicos: muralhas, termas, inscrições em pedras. A Catedral é gótica (séc 15) e ainda tem o Palácio de Gaudí. É imperdível.

A solidão bate apesar da convivência com os peregrinos e a ligação pela internet. É tão bom encontrar um brasileiro para conversar na mesma língua!
 
Para quem se interessa pelo Caminho não pode perder o filme O Caminho (The Way). Vi o trailer no final de abril. Conta a estória de um jovem americano que começou o Caminho na França e morre ao atravessar os Pirineus logo no primeiro dia. Seu pai recebe a notícia e vem buscar seu corpo. Ele faz o Caminho espalhando as cinzas do filho (a seu pedido) até chegar a Compostela. Muito emocionante.    
 
Dica:
O albergue municipal é bem legal e tem internet grátis.
 
30-mai - 19º dia - Astorga a Rabanal del Camino (20 km)
 
Ontem perguntei ao enfermeiro do albergue o porquê da dor na íngua se não há infecção nos dedos do pé.
Ele disse que pode ser sintoma de princípio de tendinite e pediu para diminuir a marcha, equilibrar melhor a mochila nas costas e apertar bem a barrigueira de tal forma que as ancas dividam a sustentação do peso da mochila com a coluna. Usei o cajado tb para apoiar a perna com dor. Foi de uma ajuda tremenda. As pontadas diminuíram consideravelmente.
Quanto aos pés continuo com nossas conversas matinais e vespertinas. Eles estão se saindo melhor do que esperava. Até agora nenhuma bolha e o problema da unha e a calosidade nos dedos desapareceu.
 
O Caminho a partir de Astorga (870 m de altutude) vai ascender até a maior altitude na Espanha a 1500m em Foncebadón. Atravessamos expressiva estensão de terras não cultivadas e com mais usinas de energia eólicas.
 
Em Rabanal del Camino há um pequeno monastério beneditino que todas as noites convida os peregrinos a ouvir canto gregoriano e orar. Há também igrejas do séc 13 e 17. Imaginem só, para parcos 49 habitantes.
 
Pela primeira vez cruzo com grupo de 4 a 5 adolescentes alemães fazendo o Caminho. É de se estranhar por não estarmos em férias escolares.
Em um passeio a Iperó com a ACACS uma mãe disse ter feito parte do Caminho com sua filha de 12 anos. Não sei qual o trecho percorreram mas para jovens não acostumados a caminhar aqui deve ser um pequeno martírio ou grande suplício.
 
Dica:
O Albergel del Pilar (5€) é bonito e legal.
 
Na região um prato típico é o "Cocido de Maragato". É um cozido/ensopado que leva 10 tipos de carnes diferentes, verdura, grão de bico e muito mais. É uma grande refeição tipo nossa feijoada. 
 
19º dia de caminhada: 535 km percorridos.
Faltam 245 km a Santiago !

Isval Pinho. Publicado a las 12:29.

Sobre este blog

ACACS-SP Por algo el camino de Santiago es un Camino Internacional. El camino consigue colmar de sentimientos y emociones a los peregrinos que por él transitan. 

No importa la nacionalidad de los peregrinos, todos somos peregrinos en el camino y descubrimos no sólo el entorno por el que transitamos sino lo más profundo de nosotros mismos.

Hemos querido dedicar esta sección a aquellos amigos y peregrinos que desde lugares más alejados de nuestra Comunidad han sentido y experimentado el espíritu del camino y que de alguna forma han podido experimentar una transformación en su vida diaria.

Damos las gracias a todos los peregrinos que nos han permitido compartir con ellos su experiencia y a la Associação de Confrades e Amigos do Caminho de Santiago de Compostela-São Paulo-Brasil que tanto interés se ha tomado en acercar sus experiencias a este Blog.